FAQs

P?A vitória que vem do alto
R.

Nos deparamos com dificuldades e decepções que nos tiram o
fôlego e a respiração. Surgem situações quase insuportáveis e
desesperadoras, mas devemos tomar medidas certas, procurando resolver a
situação, confiando na Providência Divina.
Quando Jesus morreu, foi isso que José de Arimatéia fez. Tomou
decisão certa e procurou, da melhor maneira, resolver o impasse que tinha
surgido: a morte de Jesus. Ele colocou o corpo de Jesus no sepulcro da rocha.
Mateus 27 .59. “E José, tomando o corpo, envolveu-o num pano limpo, de
linho 60. e depositou-o no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha; e,
rodando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou- se.”
A AJUDA QUE VEM DO ALTO
Ao tomarmos as medidas cabíveis, fazendo o que está ao nosso
alcance, Deus cuida daquilo que não temos condição de realizar . Quando
acaba nossa possibilidade de ação, a ajuda vem do Alto: Mateus 28.2 “E eis
que sobreveio um grande terremoto, pois um anjo do Senhor desceu dos
céus e, chegando ao sepulcro, rolou a pedra da entrada e assentou-se sobre
ela. 3 Sua aparência era como um relâmpago, e suas vestes eram brancas
como a neve. 4. Os guardas tremeram de medo e ficaram como mortos. 5 O
anjo disse às mulheres: “Não tenham medo! Sei que vocês estão procurando
Jesus, que foi crucificado. 6 Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito.
Venham ver o lugar onde ele jazia.”
LIBERTO DA DESTRUIÇÃO
É necessário estarmos confiantes no poder e no amor do Senhor.
Nossa confiança precisa estar fundamentada na Misericórdia e nossa
esperança posta no Deus cuja compaixão nos salva, nos livrando da
destruição. Salmos 40 – 1. “Esperei com paciência pelo Senhor, e ele se
inclinou para mim e ouviu o meu clamor. 2. Também me tirou duma cova
de destruição, dum charco de lodo; pôs os meus pés sobre uma rocha,
firmou os meus passos.”
DEUS É A FONTE DO NOSSO SUSTENTO
Quando elegemos Deus como nosso Sustentador, Senhor e
Salvador, nos sentimos apoiados e sustentados em todas as circunstâncias e
nossa força não se esvai, nem nos enchemos de medo, inseguranças ou
desespero. Isaías 4 1 – 10. “não temas, porque eu sou contigo; não te
assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento
com a destra da minha justiça.”
Firmados na Rocha da nossa salvação, que é Cristo Jesus, nos
sentimos renovados e abençoados. Colocados na Rocha, não mais como
um sepulcro, mas como o ponto firme do alicerce da fé, a ressurreição de
Jesus.
Celebramos a vida devido a ajuda que vem do Alto Céus.
Pr. Sória

P?O QUE A VERDADEIRA IGREJA DE JESUS CRISTO OFERECE
R.

Nossa igreja é a igreja de Jesus Cristo. É uma igreja verdadeiramente
evangélica, isto é, ela se inspira na Bíblia Sagrada que é a Palavra de Deus para o
homem. Para nós a Bíblia é sem erro, sem falha e inspirada por Deus. Cremos
que o homem só se aproxima de Deus por intermédio de Jesus Cristo, que é o
único Caminho, e a Verdade, e a Vida, e ninguém vai ao Pai senão por Ele. (João
1 4:6)
Nossa igreja, não oferece: curas, milagres, nem prosperidade. Nossa
igreja não pretende resolver todos os problemas das pessoas. A igreja tem uma
visão holística do homem.
Não fazemos publicidade de nossa ação social, nem de nossa igreja.
Apenas pregamos a Cristo como Senhor e Salvador. Essa é Nossa Missão.
Não julgamos as pessoas nem as discriminamos. Amamos os
pecadores e cremos na possibilidade de restauração. Nossa igreja não é perfeita
mas ser ve o Senhor Puro e Perfeito, Cristo Jesus.
Nossa igreja não salva, nem leva ninguém para os céus.
O que então nossa igreja oferece?
Cuida e supre as necessidades materiais de todos, na medida de suas
condições, busca fazer o seu melhor. Não somos capazes de suprir as
necessidades sociais mas estamos sempre atentos às carências. Não nos
envolvemos com programas governamentais, pois cremos na absoluta separação
da igreja com o Estado. Cumprimos, no entanto, nossas responsabilidades
cívicas e nos subordinamos às leis e às autoridades em tudo o que não fira nossa
convicção que a Bíblia é nossa única regra de fé e conduta.
O que temos para proporcionar a cada pessoa é:
Um ambiente de culto a Deus, onde a Bíblia é ensinada, onde o
louvor ao Senhor Deus é apresentado, onde todos podem adorar a Deus
solenemente. Indicamos o caminho da salvação eterna no Céu, mostramos a
possibilidade de uma vida de paz e segurança aqui na terra através da confiança
no Senhor Jesus.
Não batizamos crianças, mas as ensinamos no caminho em que
devem andar. Batizamos os que professam Fé em Cristo.
Nossa igreja não vende nada. Nem cobra por qualquer ser viço.
Não temos óleo ungido, nem sal, nem revelações bombásticas, não
fazemos adivinhações.
Nós conhecemos o Deus que cura, salva, dá a Vida Eterna e nos ajuda
a cada dia.
Nós conhecemos o Espírito Santo e temos o Seu poder. Nós só temos
amor para dar e só pregamos Jesus que morreu na cruz para salvar quem aceitáLo.
Nós somos uma agência do Reino de Deus.Venha louvar , adorar, orar
e ouvir de Jesus. O Dono da igreja é Deus e cada um dá conta a Ele do que faz ou
deixa de fazer .
Nós oferecemos um culto solene, racional e dedicado a Deus.
“Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão
acrescentadas” Mateus 6:33

Pr. Sória

P?A PAZ E O PERDÃO
R.

Não há PAZ sem PERDÃO, e não há PERDÃO sem P AZ.
É necessário nos lembrarmos que somos capazes de ferir sem
perceber, sem ter a intenção e até mesmo sem fazer nada que demonstre
qualquer agressividade, intolerância ou desconsideração.
Ferimos ao olhar, ou ao desviar o olhar, querendo ou apenas sem
perceber. Alguém pode ser ferido por nossos gestos ou nossa não reação,
sem sequer mexer um só músculo da face ou nenhum movimento das mãos.
Ferimos por ação, por inércia ou por reação.
Assim como, também, somos feridos. Nos ferimos sem querer, da
mesma forma que ferimos outros sem o desejar.
Assim como o sol pode queimar, até mesmo matar alguém, sendo
tão indispensável para nossa saúde, nós podemos ferir e destruir. T emos que
nos lembrar que não somos os únicos na vida dos outros, e que os outros
não são obrigados a nos querer ao seu lado.
A falta de PAZ no interior de nosso ser faz com que não tenhamos
o desejo de perdoar quem nos ofende, quem nos ignora, quem recrimina,
quem não nos ama ou quem nós não gostamos, e então, não perdoamos
porque não gostamos.
A construção de uma amizade, assim como de uma família, de
uma igreja local, demanda muito tempo, muito perdão, muito altruísmo,
muita confiança e necessita de muita PAZ.
Para que haja PAZ e PERDÃO, é indispensável o exercício da
paciência e isso só se alcança com muita prática e praticar a paciência, a
tolerância e o perdão pode nos ferir e então descobrimos que somos
ansiosos em demasia e que a ansiedade nos leva ao desespero. T emos,
portanto, que nos perdoar a nós mesmos, porque somos falíveis, incapazes e
inseguros.
Nossa PAZ precisa ser como a corrente de um rio que, vai seguindo
seu caminho traçado pelo Senhor, um leito de rio que corre sabendo que
renovará as águas do mar, que fará com que suas margens sejam irrigadas e
será fonte de alimento e sustento.
A PAZ, que é o andar no caminho ensinado pelo Senhor Deus,
caminho de utilidade, de prosperidade e de amor à Lei do Senhor.
Caminho verdadeiro do PERDÃO e da PAZ.
Pr. Sória

P?PRIMAVERA ÉPOCA DE RENOVAÇÃO
R.

O mês de setembro chegou, e com ele chega a Primavera.
Cada mês do ano tem seu charme, sua beleza e suas características
especiais, não devido o significado do nome mas em razão, talvez, da
importância ou da sensibilidade de cada pessoa. Para mim, setembro, é o
mais belo mês do calendário. Na realidade o nome setembro vem do antigo
calendário romano, e era o mês sétimo, como os demais até dezembro que
era o décimo. O número sete tem um significado também de número
perfeito.
Sete é tido como a soma de três, como os lados de um triângulo,
que significa sabedoria, vida espiritual e representa Deus na Sua
Triunidade. Somado ao quatro, que é o quadrado, que representa a matéria,
a T erra (que era tida como quadrada na antiguidade, por isso fala-se ainda
hoje dos quatro cantos da terra) forma o Sete que é o número completo.
Deus na Criação. Assim setembro, o sétimo mês de um calendário antigo,
hoje é o nono, mostra na origem sua importância.
É em setembro que começa a Estação do ano que mostra a
renovação na Natureza, com o clima mais ameno e o surgimento das f lores
em profusão. É na Primavera que vemos a fauna se procriando, o canto dos
pássaros ecoam em cada árvore e nos jardins das casas. Nas janelas dos
apartamentos nos altos edifícios podemos ouvir o chilreado dos filhotinhos
pedindo comida aos seus pais.
Isso tudo é apenas observação e simbolismo, mas na realidade
nenhum dia, mês ou ano é mais importante que o outro. O que de fato
importa é o momento que vivemos visando o futuro que viveremos.
Façamos desse setembro, desse dia de hoje, um instante de alegria,
de paz, de felicidade demonstrando nosso amor para com Deus, para com a
igreja de Cristo, ara com a família, e à nossa Pátria, Brasil, que tanto precisa
do conhecimento do Plano da Salvação que só pode ser encontrado em
Jesus Cristo.
Setembro mês da Pátria, mês de Missões.
Sejamos evangelizador do Brasil e do Mundo.
Primavera que chega renovando a f lora e a fauna, Cristo nossa
eterna Primavera que renova em nossos corações a Santidade e o Primeiro
Amor.

Pr. Sória

P?ENRAIZADOS EM CRISTO JESUS
R.

Colossos era uma cidade que teve muita importância, na Ásia
Menor alguns séculos antes de nossa era. Hoje é só sitio arqueológico na
Turquia. No passado ficava na principal rota comercial das cinco
maiores cidades da região. Paulo talvez nunca tenha estado em Colossos
e a igreja foi organizada por Epafras que era discípulo de Jesus através de
Paulo, com quem ficara em Roma.
Cada cristão, nos dias de hoje, precisa ter sua sustentação
estabelecida e equilibrada na Palavra de Deus, que é a Bíblia Sagrada. A
advertência de Paulo aos crentes de Colossos, que permaneçam
enraizados em Cristo, significa que ficassem firmes na fé.
Paulo, que nunca tinha ido a Colossos, era reconhecido como
Apóstolo aos gentios, a cidade não era dos judeus e mesmo Epafras era
gentio. No entanto a cidade vivia sob uma forma religiosa insidiosa, ela
tinha influências judaizantes, mas também grega e a pressão religiosa
romana, mas era absolutamente tomada pela magia, pela religião
animista com cultos cheios de coisas estranhas e medonhas.
Havia uma gruta de enxofre e também devido a constante
abalos sísmicos, o povo era supersticioso e dado a atividades secretas e
cheias de manifestações como de demônios.
Nós os crentes em Jesus Cristo, devemos nos ater
exclusivamente aos ensinos da Palavra e não permitirmos que essas
doutrinas, ensinos e práticas místicas e cheia de manifestações teatrais e
sensoriais de caráter espirita e do ocultismo venha nos abalar, ou se quer,
nos amedrontar ou ainda nunca nos inf luenciar .
Paulo adverte os colossenses, assim como a mim e você, a não
permitirmos que ninguém, nem líderes religiosos, nem políticos, nem
autoridade de qualquer sorte, venha nos fazer adeptos de cultos onde a
desordem, a gritaria, a blasfêmia e as sutilezas das filosofias e crendices
humanas imperam.
Não sejamos presas dos rudimentos do mundo, mas estejamos
firmados na Palavra Santa, que é a Bíblia e sob as ordens de Cristo que a
cabeça de todo principado e potestade.
Não nos deixemos enganar.

Pr. Sória

P?Ágape e Filadelfia AMOR SÓ AMOR
R.

“Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor
(ágape) cobrirá a multidão de pecados”. 1 Pedro 4:8
Ágape é o amor pelos irmãos na fé, é a vontade e o sentimento de
permanecer disponível aos irmãos da igreja, incondicionalmente, pois sem esse
desejo não existe igreja, nem vida cristã. É a disposição de não se deixar atingir
pelo pecado de um irmão.
É a necessidade de sempre amar o irmão na fé, nunca desistindo de
demonstrar esse amor, aconteça o que acontecer. Um amor que não se abala.
Amor que perdoa mesmo sem que haja pedido de perdão, nem mesmo
demonstração de arrependimento e mudança de vida. Amor. Só amor, só ágape.
“Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor
(filadelfia) fraternal, não fingido; amai-vos (Agape) ardentemente uns aos outros com
um coração puro”; 1 Pedro 1:22
Tendo purificado a vida, através do sangue de Cristo, obedecendo a
verdade, (Jesus é a Verdade e a Vida), com a finalidade de amar os irmãos na fé
amar a igreja, de forma pura, sincera e sem fingimentos, enganos e
dissimulações.
“E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando (filadelfia)
os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis”. 1 Pedro 3:8
Ser de um mesmo sentimento é ser disposto a ver o bem comum, a
unidade da igreja como um corpo. É ser capaz de amar os irmãos e nunca ser
indiferente ou se sentir melhor ou superior aos outros. Amar com amor
entranhável de misericórdia é nunca procurar fazer o jogo da politica do poder,
da fama ou da atenção voltada para si próprio.
FILADELFIA é afeição que nos faz viver
UNIDOS POR LAÇOS DE AMOR
Rom 12.9-1 0 “O amor (Agape) seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao
bem. Amai-vos (Agape) cordialmente uns aos outros com amor fraternal (filadelfhia),
preferindo-vos em honra uns aos outros”.
1.Sem fingimentos. Com sinceridade (anypokritos) e nao com
hipocrisia (ypokritos). A vida eclesiástica não pode ser uma peça de
dramaturgia. Na igreja não pode haver atores, nem dramáticos, nem cômicos.
2. Com repugnância ao mal. Aversão absoluta ao mal em todas as suas
formas.
3.Afeição, carinho e cordialidade para com os outros, (philostorgos)
amor aos pais e familiares e (philadelphia) amor aos irmãos irmãs.
4.Dando preferência, prioridade aos outros em todos os casos. Os
direitos dos outros sendo respeitados mesmo em detrimento dos nossos
próprios.
5.Honrando os outros e não buscando sua própria glória.
Em Prov 10. 12 já encontramos esta declaração “O ódio excita contenda, mas o
amor cobre todas transgressões”. Portanto sigamos o amor.
Pr. Sória

P?JOVENS NA BUSCA DO REINO DE DEUS CONHECENDO OS PRINCÍPIOS BATISTAS
R.

“Busquem, pois, em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e todas essas
coisas serão acrescentadas a vocês”. Mateus 6.33
Batistas têm suas origens doutrinárias e seus princípios no Novo
Testamento, mesmo que recentemente a origem histórica esteja nos séculos
1 6 e 1 7 e que tenhamos parentesco com a Reforma
Os primeiros grupos batistas surgiram na Inglaterra e devido à
perseguição no século 1 7 tiveram que fugir para os países baixos.
Em Amsterdam formam com Anabatistas a primeira igreja batista
de ingleses exilados com John Smith e T omas Helwys. Em seguida Roger
Willians funda a primeira Igreja Batista na América e o principio da
liberdade religiosa, defendido pelos batistas , se torna parte integrante da
Constituição dos USA.
Em 1792 William Carey funda a Sociedade Batista Missionária
que leva ao mundo os princípios fundamentais dos batistas.
Os cinco principais princípios batistas são:
1. A Bíblia é a suprema autoridade pois é a Palavra de Deus autoridade
de fé e prática normativa de todas as doutrinas rejeitam todas as
práticas que se colocam em contradição com ela;
2. Liberdade religiosa cada pessoa deve ser livre para escolher sua fé e
prática religiosa mesmo as que somos em desacordo. Nem o Estado,
nem a religião majoritária pode impor ou limitar a liberdade de
consciência religiosa nem sua prática;
3. A igreja é composta de crentes que aceitaram a Cristo como Senhor e
Salvador. Assim reunidos pelo Espírito Santo formam o corpo local de
Cristo a vitalidade da igreja local a torna livre e independente
autônoma e auto-governavel, mas nunca isolada pois é parte integrante
da Santa Una e Universal Igreja de Cristo Jesus.
4. Batismo de professantes da fé em Cristo. Batismo por imersão do
crente. não se trata de batismo de adultos mas de crentes conscientes
do engajamento com Cristo e com a igreja.
5. A responsabilidade missionária e evangelística cada batista um
missionário. Responsabilidade de estabelecer o Reino de Deus na terra
Que a IEBAM tenha a visão do essencial que é fazer missões cada
município cada cidade e cada bairro tendo o testemunho do evangelho
de cristo através da ação de cada crente.
Pr. Sória

P?PAIS QUE SÃO COMO UM FAROL PARA OS FILHOS
R.

“Mas a vereda dos justos é como uma luz resplandecente, Que aumenta de brilho
mais e mais até o dia perfeito”. Provérbios 4:1 8
Os pais aprendem com o Senhor nosso Deus a se tornarem
como farol na vida de seus filhos. Os pais mostram a direção para que
seus filhos saibam como, e para onde se dirigirem.
O pai que é ser vo de Cristo descobre como viver sendo luz na
vida do filho. O pai que crê no Deus Criador e sustentador do Universo
sabe dar ao filho a condição de se tornar luzeiros brilhantes.
Como um farol que orienta, guia e mostra o porto seguro e os
perigos dos arrecifes aos navegantes, o pai temente a Deus é capaz de
indicar o Norte, o Sul e encaminhar seu filho a tomar decisões e a
superar os perigos.
O Farol brilha, dia e noite, semanas e meses, anos e decênios,
mostrando o rumo, fazendo com que nas tempestades noturnas, ou na
claridade da manhã radiante, o filho possa saber o que fazer . Pai farol é o
que através da oração, da leitura bíblica e do convívio cristão está
sempre iluminando, clareando e esclarecendo sobre o Poder do Deus
Justo e Bom.
Pais usados pelo Senhor para darem aos filhos a visão do
grande amor de Deus na Cruz do Calvário. Pais que se deixam sondar e
guiar pelo Espírito Santo se tornam como um FAROL:
Sonda-me, Senhor, e me conheces, quebranta o meu coração.
Transforma-me conforme a T ua P alavra
E enche-me até que em mim se ache só a Ti, então.
Usa-me, Senhor, Usa-me. Como um farol que brilha à noite, como ponte sobre
as águas, como abrigo no deserto
Como flecha que acerta o alvo, Eu quero ser usado da maneira que T e agrade
em qualquer hora e em qualquer lugar, eis aqui a minha vida.
Usa-me, Senhor.
“São teus os céus, e tua é a terra; o mundo e a sua plenitude, tu os
fundaste. O norte e o sul, tu os criaste; o Tabor e o Hermom
regozijam-se em teu nome. Tu tens um braço poderoso; forte é a tua
mão, e elevado a tua destra. Justiça e juízo são a base do teu trono;
benignidade e verdade vão adiante de ti. Bem-aventurado o povo que
conhece o som festivo, que anda, ó Senhor, na luz da tua face,
Salmos 89:1 1-15
Pr. Sória

P?CRESCENDO NA BELEZA DA GRAÇA E NA MARAVILHA DA SANTIDADE
R.

VOCÊ QUE É UM PARTICIPANTE DA IEBAM SEJA
UM:
INVESTIDOR, de todos os seus recursos na agência do Reino que é
a Igreja, para que ela alcance seus objetivos em todas as áreas de ação,
desde sua manutenção até seus objetivos fins que são: missões e
evangelização.
EMPREENDEDOR, tomando iniciativas, realizando projetos e
olhando a vitória no futuro como sendo um alvo alcançável.
ENGAJADO nos ministérios e participante assíduo nos cultos
dominicais e no do meio da semana.
BALIZADOR da sua própria trajetória, assim como a de toda a
Igreja, através da Bíblia Sagrada. V endo e revendo doutrinas e
ensinos bíblicos como uma bênção tanto na prática como na
pregação. Adequando a ação diária, ou seja, a prática, ao ensino, isto
é, à teoria.
ANGARIADOR da atenção do mundo ao redor, para a pessoa de
Jesus Cristo, fazendo com que todos os olhares se voltem para a
mensagem da cruz e o poder que dela emana. Desta forma, trazendo
pessoas aos pés do Senhor, para que O sir vam através da Igreja que é
a Agência do Reino de Deus no Mundo.
MOBILIZADOR dos esforços dos participantes da IEBAM, para
que todos vivam a FÉ, experimentem compartilhar o AMOR, sejam
construtores da PAZ e priorizem a vida comunitária. Fazendo a Igreja
crescer em número, mas, sobretudo na beleza da GRAÇA e na
maravilha da SANTIDADE.
Pr. Sória

P?JOVENS ASSUMINDO A LIDERANÇA
R.

Neemias 4. 10-23

O envolvimento dos jovens na construção de uma nação é
indispensável. Vemos também, na história da humanidade, os jovens
sacrificando suas vidas nas guerras e batalhas em todas as civilizações e
Sociedades. Só na segunda guerra mundial houve mais 50 milhões de
mortos, ficando 20 milhões de mutilados, na grande maioria jovens.
Todos os povos precisam de seus jovens, no vigor de seus anos, para
fazer face aos perigos que vem de fora. Os jovens têm força, agilidade,
destreza física e mental. Precisamos dos jovens em todas frentes de batalha,
seja no trabalho, na família e ainda mais na igreja. O Pastor e a liderança da
igreja precisam do apoio, do amor e respeito dos jovens, assim como
também, evidentemente, de todos os participantes.
Neemias tem seus moços, como ele os chama, que exercem diversas
funções: uns são seus companheiros de inspeção, outros exercem a função
de seus guarda-costas, pois ele precisava estar sendo protegido, como todo
líder precisa. Os jovens tem essa função de serem também uma espécie de “anjos da-guarda” uns dos outros, de seus líderes e principalmente do Pastor da
igreja.
Os jovens atentos nunca farão algo que se tornará perigoso,
prejudicial e nefasto para a liderança. Nunca permitiram que seus atos, ou
suas omissões, palavras e comentários prejudiquem um Ungido do Senhor,
ao contrário, se colocarão como apoio e defensores daqueles que o Senhor
colocou como dirigentes e responsáveis da igreja de Cristo, do Povo de
Deus. Estarão prontos a defender, terão sempre suas armas à mão para
protegerem a obra e o obreiro do Senhor.
Quando um grupo se cansa e precisa de repouso, outros se levantam,
num revezamento continuo como numa corrida com obstáculos, na qual a
equipe vai se revezando em cada parte do percurso, com o mesmo objetivo:
VENCER.
Que cada jovem da IEBAM veja sua parte na tarefa da reconstrução
de tudo o que precisa ser reconstruído, tanto no aspecto material, social e de
relações humanas, como na vida espiritual em busca da santidade exigido
por Deus.
Nós contamos com os jovens. Nós precisamos de você jovem.
JOVENS cheios do Espírito Santo, livres das bebidas e das drogas. Jovens
longe das baladas e das noitadas do mundo. Jovens dispostos a assumirem a
liderança espiritual no mundo, no lar e na igreja.
Assuma sua responsabilidade, seu dever e sua missão:
VOCÊ ESTA SENDO CONVOCADO PARA RECONSTRUIR O
MUNDO. MANTENHA-SE ATENTO E ALERTA, VIGILANTE E
CONFIANTE.
Pr. Sória

P?NOVIDADE DE VIDA
R.

I João 4:7-2 1

O Apóstolo João escreve aos primeiros cristãos, como
também a nós, sobre uma nova vida e a nova maneira de vivê-la.
Em sua primeira carta ele faz a advertência sobre os inimigos de
Cristo, os que não crêem que ele tenha vindo como homem, estes
são os falsos profetas.
Além disso, João revela a maneira certa de viver a fé em
Jesus Cristo: “Amemos uns aos outros porque o amor vem de Deus.
Quem ama é filho de Deus.” (I João 4:7)
A nova vida que nos é proposta é uma vida de amor. A
prática do amor “ÁGAPE” é maneira correta de fazer com que
nossa vida tenha um novo rumo, uma nova dimensão e uma nova
qualidade, a qualidade do amor de Deus. “Deus é Amor”.
A nova vida nos faz viver unidos com Deus. Assim
passamos a ver a Deus, a conhecer Sua vontade e a ter nosso
coração cheio do Seu Espírito.
A novidade é que essa UNIÃO nos faz ter uma nova
residência, um novo domicílio que é o próprio Deus. Passamos a
estar com Deus e a ser com Deus. Nossa sintonia não é
interrompida, nossa comunhão não é atrapalhada, pois o amor
nos une ao Senhor.
A novidade de vida é que nada, nem ninguém, nos fará
ter medo de qualquer situação aqui no mundo, nem na vida
eterna. Uma nova coragem há de encher nosso coração a ponto de
podermos amar nosso irmão, sem preconceito, pré-julgamento ou
malícia.
A solidariedade, a simpatia, a paz e sobretudo o amor , o
verdadeiro amor de Deus, invadirá o coração de quem quiser
ser vir e seguir o Cristo de Deus, Jesus de Nazaré, o Homem da
Galiléia, Nosso Único e suficiente Salvador Jesus Cristo.
Pr. Sória

P?MARIA, A MULHER EXEMPLAR – RAZÕES PELAS QUAIS AMO MARIA, A MÃE DE JESUS
R.

1. Amo Maria por ter sido a virgem escolhida de Deus para ser
a mãe de meu Salvador, Jesus de Nazaré, o Homem da Galiléia.
2. Amo Maria por que foi e sempre será a mais bem-aventurada
entre todas as mulheres, de todas as raças e nações, em todas
gerações.
3. Amo Maria por sua obediência a Deus. Ela disse: “ Aqui está
a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra.”
Lucas 1.38
4. Amo Maria por ter depositado toda sua confiança em Jesus,
em todos os momentos. Quando das bodas de Cana ela declarou:
“Fazei tudo o que Ele vos disser.” João 2.5
5. Amo Maria por que ela serviu e seguiu a Jesus.
6. Amo Maria por que ela obedecia e aceitava as determinações
de Jesus. Quando na cruz Jesus determinou que Maria passasse a viver na casa de João,
e ela obedeceu: “Mulher eis aí teu filho” – João 19.25-27 .
7 . Amo Maria por ter sido também, a mãe de Tiago e de Judas,
meio irmãos de Jesus, filhos de Maria e de José. (Mateus 13.55-56;
Marcos 6.3).
8. Amo Maria por aceitado Jesus como seu Salvador, tendo
tido seus pecados lavados no sangue de Cristo.
9. Amo Maria por ser uma mãe exemplar.
10. Amo Maria por que ela é a mais bem aventurada entre todas
as mulheres e exemplo de vida, dedicação, submissão e amor a Deus.
Em Maria homenageio todas as mulheres: mães, filhas , irmãs ,
esposas; jovens, velhas, ricas e pobres, cultas e iletradas.

Pr. Sória

P?SER MORDOMO FIEL – Paz na vida familiar sendo mordomo fiel um do outro e ambos de Cristo na Igreja do Senhor
R.

A única forma de sermos felizes na vida conjugal é termos a
vida de ecônomos fieis em todos os aspectos de viver.
CUIDAR AMAR ALIMENTAR
A missão de cada cônjuge é fazer com que o outro seja cuidado, com
muito cuidado, muito respeito, valorizando a pessoa como um todo.
Sendo atento às necessidades, aspirações e também frustrações e
ansiedades individuais.
CUIDAR do corpo e da alma do outro é um dever de cada
um, tanto na família como na igreja e chegando à Sociedade. Esse
cuidado envolve um equilíbrio harmônico entre a aparência física,
que inclui tanto a plástica, a boa forma, como a saúde, isto é, o
conjunto corpo, alma e espírito.
AMAR a pessoa e não apenas sua aparência; amar o que a
pessoa é, além do que pode representar por sua beleza exterior. V er o
‘Ser Humano’ como um todo. Amar a pessoa, como um indivíduo,
único e incomparável, no entanto como seu semelhante, sua imagem
espelhada na Pessoa de Deus.
ALIMENTAR a mente e o coração e não apenas o estômago.
É viver juntos as emoções e sensações. É experimentar as
experiências, é imaginar as sensações e sentir as alegrias, é também
perceber o imperceptível, podendo chorar com o choro do outro e
estar pronto para enxugar as lágrimas e engolir os soluços.
É ser ecônomo sem ser econômico no Amar, Cuidar e
Alimentar. Saber administrar e economizar, para ser , mais que ter .
Jesus declara:- “Bem-aventurados aqueles ser vos, aos quais o
senhor , quando vier, achar vigiando. Então Pedro perguntou:
Senhor, dizes essa parábola a nós, ou também a todos?
Respondeu o Senhor: Qual é, pois, o mordomo fiel e prudente, que o
Senhor porá sobre os seus ser vos, para lhes dar a tempo a ração? Bem-aventurado aquele servo a quem o seu senhor , quando vier, achar
fazendo assim. Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus
bens. Lucas 12.

P?PASTORES segundo o coração de Deus
R.

Ef 4.1 1; At 20. 1 7, 28; 1Pe 5.2; Je 23. 1-4

PASTORES BÊNÇÃO DO SENHOR DA IGREJA
Homens chamados para o ser viço do Senhor.
Homens inspirados para pregar o Evangelho de Jesus.
Homens destinados a auxiliarem a Igreja de Cristo.
Homens separados para a Glória do Altíssimo.
Homens simples, preparados para uma tarefa complicada.
Simples homens, convocados para uma Missão Divina.
Pastores simples para a complexidade da Missão.
Missão complexa para o preparo adquirido.
Pastores amados e ao mesmo tempo incompreendidos.
Pastores julgados e nem sempre ouvidos.
Pastores negligentes para um rebanho exigente.
Pastores intransigentes com uma igreja complacente.
Pastores chamados, inspirados e ungidos pelo Senhor da Igreja.
Igreja amada, ser vida, alimentada e pastoreada pelo Ungido do
Senhor.
Pastores sustentados, guiados e motivados pelo Espírito Santo.
Igrejas abençoadas. Pastores abençoadores. Bênção do Senhor da
Igreja

Pr. Sória

P?Facilidades e Dificuldades do Ministério Pastoral
R.

Ser profeta moderno é fácil, basta ter quem aceite suas profecias,
saber fazer suas predições, agradar os ouvidos dos incautos e fazer medo nos
crédulos. O Mundo está cheio de falsos profetas, de profetas do mal, de
gurus e de líderes espirituais, leitores de mãos, de búzios e de cartas; de
conselheiros para assuntos religiosos, assessores místicos para o “equilíbrio
holístico” da vida pessoal, familiar ou empresarial. Basta chamar-se profeta,
pastor, apóstolo, missionário ou bispo ou ainda ser chamado por alguém
para ser seu “mentor espiritual”.
Ser pastor moderno também é fácil, basta falar bonito, ser
empolgado, decorar alguns versos bíblicos bem contundentes. Fundar uma
igreja, ter um grupo fanatizado ou emocionalmente dependente. Saber
manter uma boa relação política, ser simpático e envolvente. Ser pretensioso
e demonstrar suas capacidades e aptidões para poder agradar o grupo que
sustenta a tesouraria.
Ter sucesso no ministério é muito fácil, basta ser agradável aos que
vivem nas igrejas, saber se assessorar de pessoas leais e capazes, ser um bom
comunicador e um bom animador de programa de auditório, pronto, o
sucesso está garantido. Promover bastante música, não precisando ser de
muito boa qualidade, mas deve ser bem envolvente, emocionante repetitiva e
bem eclética.
Ser Profeta de Deus, ser Pastor segundo o coração do Senhor, no
entanto, é outra realidade, precisa de outros quesitos:
0 1. Primeiro o Profeta, o Pastor, tem que ter uma experiência pessoal com
Deus: ser convertido ao Senhor . Amar ao Senhor sobre tudo. Ser submisso
ao Senhor.
02. Depois o Pastor/Profeta tem que ser chamado por Deus para o exercício
do Ministério Pastoral Profético.
03. Em seguida o Pastor tem que ser preparado, testado e equipado para
ministrar.
04. O Profeta/Pastor tem que ouvir a V oz do Senhor.
05. O Pastor/Profeta tem que temer ao Senhor mais que aos homens.
06. O Profeta/Pastor tem que ser fiel ao Senhor custe o que custar.
07 . O Pastor precisa amar seu rebanho, seu ministério sua vocação.
O sucesso do Pastor não pode ser medido por métodos, estatísticas
e critérios humanos e empresarias. No Reino de Deus a regra não é a de se
medir “custo/beneficio” como se fora um negócio do mundo.
A igreja de Cristo não é administrada para dar “lucros”
financeiros, nem mesmo para ser avaliada quantitativamente. O verdadeiro
sucesso é o do estabelecimento do Reino de Deus, não o inchaço do “rol de
membros”. As igrejas preocupam-se demasiadamente com o número de
pessoas participantes de seus cultos e atividades e se descuram da vida
espiritual, do engajamento na causa de Cristo, do crescimento pessoal, da
fidelidade aos ensinos bíblicos e à observância da vontade de Deus.
Pr. Sória

P?Dar Graças Sempre Porque Tudo é para o Bem
R.

Alguns versos, ou conceitos bíblicos, são por vezes contestados, ou
pelo menos, não muito bem entendidos ou aceitos em certas circunstâncias.
Uma história missionária, entre muitas outras experiências, nos
ajuda a entender a providencial sabedoria divina. Li o relato de um
missionário francês sobre dois meninos de uma tribo africana, que desde
pequenos eram muito amigos. Os amigos cresceram juntos.
Um deles era filho do rei da tribo. O outro desde pequeno tinha
crido em Jesus e sempre repetia, em qualquer circunstância, boa ou má, a
frase do Apostolo Paulo : “Em tudo dai Graças”; e acrescentava: “todas as coisas
contribuem para o bem”.
O jovem assumiu o lugar de seu pai e se tornou rei da tribo e fez de
seu amigo seu conselheiro principal e companheiro em tudo. Certo dia ao
caçarem, o amigo cristão, que era responsável pelas armas do rei, deu-lhe um
fuzil mal preparado e ao atirar o rei acabou ferindo-se e perdeu o polegar
direito.
O jovem cristão disse ao rei:- “Em tudo dai graças, porque todas as
coisas contribuem para o bem”. O rei ferido, ficou em cólera contra seu
amigo e mandou-o para a prisão. Passado algum tempo, já restabelecido, o
rei voltou à caça e distanciando-se do seu território acabou prisioneiro de
uma tribo de canibais.
Quando os canibais preparavam o fogo para matar e comer o
prisioneiro, perceberam que não tinha o polegar, isso fazia dele um
amaldiçoado. Não podendo ser morto, muito menos ser comido, assim foi
libertado. Retornando para sua tribo lembrou-se do amigo e disse: “Em
tudo dai graças. Perdi um polegar mas ganhei a vida”.
Chegando ao seu povo foi imediatamente libertar o amigo e se
desculpar. O amigo lhe disse, não haver o que perdoar, pois em tudo deu
graças e acrescentou: “se você meu rei amigo não tivesse perdido o polegar
teria sido comido, mas se eu não tivesse sido preso, teria ido com você e eu
teria sido devorado pelos canibais”. Em tudo dai graças, porque todas as
coisas contribuem para o bem dos que amam a Deus.
Podemos até não entender certas coisas, mas podemos confiar no
Senhor nosso Deus.
“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem
daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.
Romanos 8:28
“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus
para convosco”. 1 Tessalonicenses 5:1 8

Pr. Sória

P?CONSELHOS DE JESUS PARA A FAMÍLIA
R.

João 8.32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
João 11.9 Respondeu Jesus: Não são doze as horas do dia? Se alguém andar de dia,
não tropeça, porque vê a luz deste mundo;
10 mas se andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.

Viver na Verdade que liberta é andar na luz que dá vida.
Os conselhos de Jesus para a família não são apenas de
caráter religioso, como alguns desejam afirmar. Eles abrangem todos
os aspectos do nosso viver e de nosso ser. São válidos para cada
membro da família, assim como, também para o conjunto dessa
sociedade que chamamos família.
Cada família é convidada a CONHECER A VERDADE e
CAMINHAR NA LUZ DO SENHOR. Só a verdade possibilita a
verdadeira liberdade e promove a verdadeira vida.
O conhecimento da verdade é indispensável para se
encontrar a liberdade. Por LIBERDADE aqui, o Senhor quer falar
sobre todos os aspectos que envolvem o ser humano.
Várias esferas do viver podem ser compreendidas nesse
CONHECIMENTO. Para se conhecer é indispensável que haja
empenho em experimentar, estudar, refletir, meditar, buscar as
experiências de outros, ver e sentir as consequências e as vantagens
do conhecimento.
Encontrar a Verdade pura, na sua essência, é o encontro
com o próprio Deus. Quando nos encontramos com Cristo, quando
somos batizados pelos Espírito Santo passamos a conhecer o Amor
de Deus; como Deus é Amor, nós passamos a conhecê-Lo.
Caminhando sob a luz do Senhor é caminhar na verdade
que nos liberta e nos faz ser portador de vida para que outros
conheçam o Amor de Deus, vivendo na liberdade do encontro da
Harmonia, da Paz e da Vida Eterna.
Quando andamos na Luz do Senhor não corremos o risco
de quedas devido as trevas da ignorância e das falácias.
Que sua família conheça a Verdade e ande na Luz do Senhor
Jesus.
PASTOR PAULO ROBERTO SÓRIA

P?Ceia Memorial – Privilégio dos servos de Cristo destinada aos díscipulos.
R.

Efésios 1.6 para o louvor da glória da sua graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado; 7 em quem temos a redenção pelo seu sangue, a redenção dos nossos delitos, segundo as riquezas da sua graça, 8 que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência.
Ficar  longe  dos  desígnios  de  Deus  nos  torna  pecadores  perdidos.
Deus  nos  propõe  a  possibilidade  de  restauração  de  nossa  vida  de
intimidade  com  Ele  por  meio da  morte  de  Jesus  na  Cruz do  Calvário. Podemos
assim nos candidatar a viver sob a direção do Senhor, mas temos que cumprir
certas  exigências e  compreendermos  Seu  plano.
Para  sermos  candidatos  a  discípulos  de  Jesus  Cristo,  temos  que  passar
pela  prova  de  nossa  fé.  Precisamos entender e reconhecer  que  somos
irremediavelmente  condenados, portanto perdidos,  sem salvação e sem
comunhão com Deus.
Precisamos nos  arrepender  sinceramente  de  nossa  vida  distante  do
Plano de Deus para  nós. Vida de desobediência,  de  idolatria e de
insubordinação e independência do Senhor. Precisamos pedir perdão,
confessando nossos pecados.
Devemos  nos  submeter completamente ao Senhor, declarando
nossa total e absolutata dependência dEle. Jesus deve se tornar nosso único e
suficiente  Senhor. O Senhorio de Cristo sobre  nosso  ser  inteiro deve nos levar à
uma subordinação à sua vontade e ao seu  querer.
Jesus  instituiu a Ceia em memória ao Seu Nome, para que os
discípulos, e só os discípulos,  dela  participassem, se recordando  de  Seu
sacrifício na cruz e anunciando Seu retorno. A Ceia Memorial é a bênção da
comunhão  no  partir  do  pão  só  para  os  salvos  por  Jesus.
A Salvação é imerecida e gratuita e universal. É um dom de Deus a
todos os seres humanos. Não somos salvos por nosso desejo ou vontade, mas
pelo  desejo  e  vontade do Senhor.
Cristo morreu, em nosso lugar , na Cruz do Calvário, nos garantindo
a salvação e nossa participação no Reino de Deus por toda a eternidade. Para
tanto temos  que confessar  que Jesus  é  o nosso Único Salvador e seguir  suas
ordens,  vivendo sob seu comando.
Isso inclui o batismo e a vida de comunhão na igreja de Jesus que é Seu  Corpo. A Ceia, por conseguinte,  é destinada  aos  Seus  discípulos,  sendo  um
privilégio  dos  ser vos  do  Senhor  para o louvor da glória da Sua graça.

Pr. Sória

P?Homem – SER criado a imagem e semelhança de Deus
R.

Em  Gênesis 1.2 7  descobrimos  que  o  Homem foi criado a imagem e semelhança de Deus. Espiritualmente sua constituição é idêntica a de
Deus. Diferentemente dos animais, o Homem é uma pessoa. Possui imortalidade, sentimentos e inteligência, pois é semelhante a Deus, o que os animais não o são.
A Bíblia nos ensina que Deus criou o homem (macho e fêmea),bom,com tendências e sentimentos bons, mas devido ao pecado perdeu essas qualidades moralmente boas. Deus  criou o homem imortal, seu espírito vive eternamente.
O homem foi  criado  inteligente e capaz. É um ser racional  e
moral. Os animais não conhecem a moral nem a  ética. O animal é movido
por  instintos e pode ser adestrado, mas não é capaz de decidir entre  o  bem  e
mal. Apenas decide instintivamente, fazendo o que necessita ou, que por
medo, seus reflexos determinam.
O homem, quando morre, seu corpo volta ao pó, mas seu espírito
volta a Deus.O animal morre e se torna pó. Os animais não progridem, não
conseguem transformar o meio ambiente para o bem comum. O homem
sabe  como  faze-lo.
O ser humano ocupa o primeiro lugar  entre todas  as criaturas. O
homem  como  ser  moral é dotado  de consciência,  que  é  uma  faculdade
exclusiva  de  sua humanidade. Ele é  capaz  de  julgar  seus  atos,  como  também
os  de  terceiros, concluindo se são  bons ou maus.
Ainda cabe ao homem a capacidade de decisão por sua vontade
ou  desejo, que é seu querer pessoal. Por sua vontade o homem comete
ações, realiza projetos, toma decisões. O homem tem a liberdade de exercer
sua vontade própria e fazer escolhas.
O homem recebe, de seus pais, a vida e a transmissão da natureza
humana. Deus deu ao homem a capacidade de se multiplicar. São genitores
do corpo e transmissores do espírito, por conseguinte somos gerados
pecadores e precisamos da Redenção em  Jesus Cristo.
Devido a natureza pecadora o homem tem desejos maus e pode
permitir que seus desejos cresçam e amadureçam se tornando atos de
pecado que produzem a morte.
O pecado original  está ligado à natureza humana, desde o
primeiro homem, que pecou e precisa do perdão, que vem através da morte
vicária de Cristo na cruz do Calvário. Tudo do que é bom vem de Deus, e Ele
na sua infinita bondade nos permite nascer de novo, por meio de sua
Palavra afim de ocuparmos o primeiro lugar entre todas as criaturas.
Basta  aceitar  esse  perdão.
Pr. Sória 

P?Conhecendo a Bíblia para conhecer a morte
R.

A  grande  dificuldade que a humanidade tem  encontrado é descobrir o que há após a morte. O Senhor Jesus  Cristo  nos  diz  que
erramos sempre  que  não conhecemos as ESCRITURAS e o PODER DE
DEUS. (Mat.22.29)
Essa declaração de Jesus nos faz compreender a necessidade de
estudarmos a Bíblia, PALAVRA DE DEUS, e  de nos submetermos  ao
PODER DE DEUS. Poder esse que, quer queiramos ou não, é real,
onipresente, onisciente e onipotente.
Quando não se acredita na verdade, não significa que a mesma
deixará de ser verdade  ou será mais ou menos verdade. A verdade  é
imutável e invariável, mesmo que tenhamos  certeza que não o seja. A
certeza nem sempre é sinônimo de verdade.
Como a Bíblia é a verdade, podemos então ter certeza nas
declarações que nela estão  inseridas. Como Jesus  Cristo, o Unigênito do
Pai, é o Caminho, e a Verdade e a Vida (João 14.6) assim podemos crer na
Vida Eterna.
Nos dias de comemorações do dia dos mortos (finados),
lembremo-nos que após a morte  vem a Vida Eterna e que para  o  salvo  por
Jesus Cristo, o que se tornou filho de Deus, o fiel seguidor de Cristo, a
Vida Eterna é de gozo no verdadeiro Paraíso Divino (Mat.15.21; Luc 23.43).
É necessário também lembrar-se que Deus é  Deus dos  vivos  e  não
de  mortos (Mat  22.32)  Não temos  o costume de orar, pedir, suplicar,
rogar pelos  mortos  nem  tampouco a eles. Não podemos ficar rezando por
eles.A Bíblia diz que após a morte o espírito volta a Deus e o corpo volta
ao pó.
O homem com Deus sempre terá vida.
A VIDA APÓS A MORTE É, E SEMPRE SERÁ, VIDA
VIDA ETERNA .
Pr. SÓRIA

P?O Veneno mortal e o Antídoto real.
R.

Veneno mortal, ou peçonha, é algo produzida e inoculada em alguém
por  um  animal, mineral ou vegetal. São toxinas, nos animais, utilizadas
ativamente  para caçar ou defesa.Exemplo é a peçonha de répteis. Antídoto
Universal é uma substância ou mistura de elementos que neutraliza os efeitos do veneno. No ser humano, um dos maiores venenos é a língua, pois cria problemas nos relacionamentos e destroe reputações, lares, empresas, igrejas e mesmo
vidas.
A “língua comprida” está sempre pronta para contar coisas sobre os outros. Intencional  ou não, torna-se um veneno mortal quando, mesmo sendo verídico o fato, não edifica mas destrói, e sendo interpretado com malicia é passado à diante fazendo um estrago como uma granada explodindo no meio da multidão. A preocupação do crente deve ser sempre na edificação da vida espiritual, moral  e psicológica de todos ao redor.
Não é  atitude de servos de Cristo fazer fofocas, mexericos, maledicências, calúnias  e  difamações e  fazer com que  o  “disse-que-me-disse” começe a correr.
“Despojando-vos,  portanto,  de  toda  maldade  e  dolo, de hipocrisias  e invejas  e  de
toda  sorte  de  maledicências,  desejai  ardentemente,  como  crianças  recém-nascidas,  o
genuíno leite espiritual, para que,  por ele, vos seja dado crescimento  para  salvação.”
(1Pe.2.1-2)
O sábio ensino bíblico nos leva a evitar ser parte de comentários e fofocas. “Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar.”(Cl.3.8.);
Nossa língua deve ser usada para o bem de todos, com cortesia, com
amabilidade e gentileza e para o louvor do Senhor. Quando fazemos qualquer
comentário que não seja edificante, nos tornamos  difamadores. “Lembra-lhes  …,
não difamem a ninguém; nem sejam contenciosos, mas cordatos, dando provas de toda
cortesia,para com todos os homens.”(Tt. 3.1-2.)  A intriga alia-se à ira, ao ódio e ao
desejo de destruir devido a inveja e passa a fazer circular o vírus mortal da
desconfiança e da discórdia.
Tiago 1.19 ”Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se
irar.
3.8 “Mas ninguém ainda foi capaz de dominar a língua. Ela é má, cheia de veneno
mortal, e ninguém a pode controlar .3.6  A língua é um fogo. Ela é  um mundo de
maldade, ocupa o seu lugar no nosso corpo e espalha o mal em todo o nosso ser . Com o
fogo  que  vem  do  próprio  inferno, ela põe toda a nossa vida em chamas.”
A  solução  não  é ficar mudo, arrancar a língua, mas aceitar o Senhorio de
Cristo. O antídoto é  deixar o Senhor Jesus Cristo ser o Senhor de tudo,
inclusive de nossa língua. Assim seremos benção de paz e não incendiários com
o fogo que vem do inferno para destruir.
“E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de
Deus Pai. Filipenses 2.11
Pr. SÓRIA

P?IEBAM – Igreja de Jesus Cristo Árvore que o Senhor plantou junto à águas de abundantes bênçãos
R.

Números 24.5-7a

Nós somos uma igreja, entre muitas outras igrejas, de Jesus Cristo espalhadas na face da terra. Somos um grupo de pessoas que segue os ensinos de Cristo. Cremos em um único Deus, Trino e indivisível, Criador e Sustentador do universo, que se manifesta como Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Nós reconhecemos que Jesus é nosso Senhor e Salvador pessoal. Procuramos seguir seus ensinos, permanecendo fiéis ao que temos na Bíblia Sagrada, que é a Palavra Revelada de Deus  à humanidade. Nós nos reunimos para louvar a Deus, cultuando seu Santo nome e estudando  a sua Palavra. Nós proclamamos que Jesus Cristo, o Filho Unigênito do Pai, veio ao mundo para dar salvação a quem aceitar seu perdão. NOSSA MISSÃO Estabelecer o Reino de Deus na Terra e adorar o Senhor Deus, Glorificar ao Senhor como único Sustentador do Universo e ainda edificar a Igreja de Jesus  Cristo proclamando que só Jesus Cristo Salva Nossos Propósitos Temos como objetivo levar o evangelho a cada pessoa ao redor  do  Mundo. Fazer discípulos  de Jesus  Cristo e  preparar  e multiplicar os discípulos  para  que se reproduzam. Ensinar  a soberania e o Senhorio de Cristo e obedecer  Suas ordens. Mostrar ainda o sacerdócio universal dos crentes para o bem comum e a edificação mútua Meio: O único meio, fonte de poder e sustento que a igreja tem é o Espírito Santo. Nossa  estratégia é apenas testemunhar, com a vida e palavras o que o Senhor fez por nós. Nossa Ação: Testemunhar, ir , orar, contribuir. Parabéns IEBAM pelos 63 anos de cumprimento da MISSÃO.

Pr. SÓRIA

 

P?A inutilidade do ramo seco da videira.
R.

EZEQUIEL CAPÍTULO 15 JOÃO 15.1-6  ISAIAS 43.1-3

A expressão “filho do homem” aparece  cerca de 100 vezes no livro de  Ezequiel, querendo demonstrar a natureza humana,  fraca, mortal e carente da ajuda de Deus para guiar sua vida. A parreira (videira, vinha, árvore da uva) é um símbolo nacional  para a nação de israel. No entanto não pode  ser  motivo  de orgulho, pois como árvore não é  mais importante que as outras árvores. O ramo (sarmento) só tem valor  se  estiver  preso  ao  tronco. Deus quer mostrar que o ramo da videira é inútil  fora da árvore. Que ela não é melhor que qualquer  outra  árvore. Um  galho  da  parreira  é  fino,  torto  e  sem  ser ventia. Como galho  verde  não  ser ve  nem  mesmo para  ser  colocado  como um  cabide para dependurar um traste qualquer. Como galho  seco  só  pode  ser  queimado. Queimado para nada serve, pois vira cinzas e não ser ve  nem  mesmo  como  carvão. O  povo de Deus só  tem valor se estiver unido a Ele, assim como o sarmento produz uvas (vida,semente) estando unido ao tronco, o servo de  Deus também  terá  vida e transmitirá  vida, estando unido a Ele. Jesus nos mostra que  há  necessidade de sermos podados para sermos limpos. Precisamos permitir que Deus limpe  nossos  pensamentos, ações e palavras. Deus nos limpa com Sua santidade, com Seu amor e com o Seu perdão. Sem  Cristo nós seremos infrutíferos e inúteis. Em cristo devemos servir  com  humildade, simplicidade e dedicação. Não há nenhuma razão para nos sentirmos mais importantes que outros no reino de Deus ou até acharmos que somos merecedores de maior honras que os outros. A limpeza que Deus opera em nós é sempre a mais profunda e a mais  eficaz  possível. Nós somos como ramos secos da videira, mas a seiva de vida que circula  em  nós é o sangue de nosso Senhor Jesus Cristo. Quando Deus age em nós ele limpa, poda e purifica nossa vida e passamos a ser  úteis e não  mais inúteis ramos. Unidos a Jesus  Cristo, vivendo ativos no Corpo de Cristo que é a sua igreja, nós somos árvores frutíferas cujos frutos são  bons, agradáveis, saudáveis e transmissores da oração e do  amor  de  Deus.

Pr. SÓRIA

P?JESUS vem ao nosso encontro nas horas de perigo.
R.

O Capítulo 14 de Mateus começa com uma tragédia, que abalou o
círculo de discípulos de Jesus. João Batista fora decapitado por Herodes em
sua  festa de aniversário, a pedido de Salomé, sua sobrinha e enteada, filha de
Herodias com seu irmão Filipe.
Tomando  conhecimento da morte de João, Jesus, entristecido,
retirou-se para um lugar distante, com seus discípulos. Uma multidão o
seguiu através do deserto indo até onde Ele se encontrava. Jesus deixou seu
luto e tristeza e encheu-se de compaixão  pela multidão, curando os enfermos
e alimentando a todos.
Após dar de comer a mais de cinco mil pessoas, Jesus envia seus
discípulos para o outro lado do lago. Despediu a multidão e subiu um
monte para orar sozinho.
Jesus  não  foi ao monte em busca de poder, nem de santificação, mas
de  silêncio e tranquilidade  para  uma  comunhão perfeita. Na madrugada, Ele
sabendo que seus discípulos estavam  no meio do mar sendo  fustigados  pelas
ondas  e  o  vento  contrário,  vai,  marchando  sobre  as  águas,  ao  encontro  deles,
pois  estavam  em  perigo.
Sempre  quando  estamos  em  perigo  Ele  vem  ao  nosso  encontro.  Não
há obstáculos e dificuldades que Jesus não possa superar para nos socorrer .
Mas  os  discípulos  eram  de  pouca  fé,  e  ainda  tinham  hábitos  e  costumes
inconvenientes,  se  assustaram  ao  verem  Jesus  sobre  as  águas,acharam  que
fosse um fantasma por serem supersticiosos e místicos, coisas que devemos
arrancar  de  nossa  mente  e  coração.
Pedro deseja caminhar  sobre  as  águas,  mas por causa  do forte  vento
duvida  e  naufraga.  Enquanto  tivermos  dúvidas  nossa  fé  não  será  grande.
Tendo muitas  dúvidas  nossa  fé  será  muito pequena;  poucas dúvidas é
sinônimo de fé crescente.
Quando nossa fé é posta no poder de Cristo, nosso coração  fica  em
paz e sereno. Não há lugar para medo nem desespero. O Amor de Deus tira
de  nossa  vida todo sentimento de insegurança e de instabilidade.
Jesus estende Sua mão e resgata Pedro. Ele sempre estende Sua
poderosa  mão para nos resgatar. Os fortes ventos poderão surgir de uma hora
para  outra, mas Jesus está conosco e a tempestade passa, e o vento cessa.  Jesus
sobe no barco dos discípulos e o vento se acalma. Cristo em nossa vida temos
PAZ.
Jesus é Deus. Ele é o Senhor.
Pr.  PAULO  ROBERTO  SÓRIA

P?A Grande libertação do Sofrimento
R.

A GRANDE LIBERTAÇÃO DO SOFRIMENTO

O sofrimento em nossos dias é muito grande. Os hospitais estão superlotados e às suas portas e corredores o povo espera atendimento que não acontece. As clínicas psiquiátricas, os asilos para pessoas idosas se tornam cada vez mais numerosos.
O sofrimento é uma realidade mundial que sempre existiu.
Imediatamente após o homem ter desobedecido a Deus houve um verdadeiro transtorno no mundo e a ordem estabelecida tornou-se desordem. O pecado corrompeu todas as coisas e a consequência é o sofrimento e o desespero.
O desespero é como um vírus que vai contaminando todos em nossos dias. A angústia é a doença que mais se dissemina na sociedade moderna. A depressão leva o homem ao desânimo total, à uma atitude de incapacidade e uma ansiedade crescente.
O desespero leva a pessoa humana à uma crise aguda de perda de confiança em si mesma e em todas as coisas do mundo.
No entanto, há um “medicamento” eficaz contra esse vírus. Este medicamento se chama: Jesus Cristo.
Deus não deseja o sofrimento humano. Por Jesus Ele nos dá a esperança. Pelo Espírito Santo Ele nos dá as forças para vencer as adversidades.
Quando somos sacudidos pelas tempestades da vida, é Ele que vem nos socorrer, nos amparar e nos sustentar. Nossa esperança repousa sobre as promessas de Deus. Nós as encontramos todas na Bíblia.
Jesus nos disse: “No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”(João 16.33)
Tenha confiança em Jesus Cristo, Ele é a nossa única esperança. Jesus nos disse que iria preparar-nos um lugar junto a Deus (João 14.2).
A Bíblia nos declara que com ele nós viveremos sem sofrimentos, sem lágrimas, sem dor, sem luto. (Apocalipse 21.4)
Agora ele quer colocar PAZ e CONFIANÇA no seu coração.
Jesus Cristo é o único que pode dar LIBERTAÇÃO completa de toda forma de sofrimento.
Aceite-O como único e suficiente Salvador.
Pr. Paulo Roberto Sória

P?A Fidelidade Cristã
R.

A FIDELIDADE CRISTÃ e a QUESTÃO DO DÍZIMO

01. DÍZIMO É BÍBLICO E DEVER DO SERVO DE DEUS.

Dízimo é ordem de Deus para os seus servos e sua prática nos vem desde os tempos de Abrão, quando ele entregou o dízimo de tudo a Melquisedeque, sacerdote do Deus Altíssimo (Gen 14.20).

Vemos Jacó se comprometendo em dar dízimo de tudo quanto recebesse, sabendo que tudo vem das mãos divinas (Gen 28.22).

Lendo o texto bíblico constatamos que o dízimo de tudo o que recebemos é um mandamento do Senhor, como declara o livro de Levítico 27.30-34; onde percebemos que o dízimo é santo, portanto pertencente a Deus, não podendo nunca ser sonegado.

02. O DÍZIMO É PARA SER ENTREGUE COMO ATO DE CULTO.

No Novo Testamento não houve veto aos mandamentos de Deus, isto é,  Jesus declara que não veio revogar a Lei, mas sim cumpri-la (Mat 5.17). Assim, também descobrimos que o dízimo é o mínimo que devemos entregar a Deus através da Igreja, posto que somos gratos ao Senhor por tudo o que nos tem dado, e desejamos ser fiel ao mandamento divino, sendo completamente dedicados ao Senhor que nos ama e nos sustenta.

Vemos o Senhor Jesus demonstrando seu cuidado para com as ofertas e demonstra que elas fazem parte do conjunto da vida cristã, que devem ser dadas com amor e dentro de uma perspectiva de fidelidade a toda a Palavra de Deus.

Ao trazer a oferta, isto então deve ser uma prática constante, deve-se fazê-lo com o coração limpo e sem hipocrisia, e que a oferta deve ser colocada diante do Altar, isto é, durante o culto (Mateus 5.23).

03. O DÍZIMO É ATO DE CONFIANÇA TOTAL EM DEUS.

Jesus contempla o coração do que dá o dízimo, assim como esteve observando os que lançavam suas ofertas no gazofilácio (Luc 21.1-4) e constatou a fidelidade e a confiança da pobre viúva que tudo deu, e o não comprometimento dos que davam só do que sobrava.

Compete-nos como cristãos que somos, sermos também fiéis e termos plena confiança no Senhor que tudo vê e provê. Sejamos dizimistas, não percamos esta bênção:

Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós bênção sem medida (Mal.3.10)

Pr. Sória

P?A Bíblia
R.

A BÍBLIA

A Bíblia continua sendo o livro mais publicado, vendido, lido e amado, ainda hoje no mundo inteiro. Novas edições, com ou sem comentários e estudos, aparecem constantemente, além de traduções modernas como as que usam uma linguagem mais popular e próxima da língua falada.

Qual a razão que leva a Bíblia a ser o único texto antigo a ser republicado constantemente, sendo constantemente um livro da atualidade ao longo dos séculos?

sem dúvida é porque ela é a Palavra de Deus, onde Ele fala e se revela de uma forma pessoal e direta ao homem, sua criatura amada.

Nela descobrimos o caminho da felicidade e da Paz. Encontramos as respostas para as dúvidas mais cruciais e também vislumbramos o destino eterno do homem que crê e aceita seguir a vontade do Criador.

Veja algumas das descobertas, entre tantas outras, que fazemos ao estudar a Bíblia:

01.Jesus Cristo é o principal assunto deste livro santo.

02.Deus é o verdadeiro autor.

03.Os relatos bíblicos são autênticos e verdadeiros.

04.Ela desvenda o futuro do homem e da própria terra.

05.Ela é um tesouro inesgotável à disposição de todos.

06.Ela é eficaz para consolar, socorrer, inspirar e encorajar.

07.Ela é o principal alimento espiritual para a humanidade.

08.Ela é a luz para o caminho e lâmpada para os pés.

09.Ela é capaz de transformar vidas.

10.A Bíblia é a Palavra de Deus para você.

Curiosamente o capítulo central da Bíblia é o Salmo 118 e o verso central é o 8. Portanto, Salmo 118.8 é o centro da Bíblia. Antes do Salmo 118 há 594 capítulos e depois, também, 594 capítulos. Interessante ainda é ver que somados os capítulos dá 1188 e o verso central é o Salmo 118.8.

Leia a Bíblia diariamente, inspire-se nela. Caso deseje estude-a conosco. Colocamo-nos à sua disposição para juntos desvendarmos as maravilhas da Palavra Santa.

É melhor refugiar-se no Senhor do que confiar no homem” (Salmo 118.8). Confie no Senhor e na Sua Palavra.

 Pr. Paulo Roberto Sória

P?Bíblia nos conta a mensagem da cruz
R.

Não existe no mundo inteiro livro que se equipare a Bíblia Sagrada. Ela é inconfundível, é extraordinária, é maravilhosa mesmo. Mas não quero afirmar suas indubitáveis qualidades por causa dos quinze séculos que fora o tempo para ser escrita, nem ainda por ser no dia de hoje o único livro que é traduzido em mais de 2000 línguas e dialetos. Ainda seu grande valor não é devido ao fato de ser composta por 66 livros que foram escritos por 40 homens diferentes, em épocas as mais diversas.
O valor da Bíblia está no fato de ser a Palavra de Deus. Sim, é a revelação da vontade de Deus aos homens, é o Deus Todo Poderoso que fala uma linguagem clara e direta ao coração de cada homem, de cada pessoa que deseja recebê-la.
>A Bíblia não é um livro como os outros, ela é a Santa Palavra de Deus revelada aos homens, ela é a demonstração do amor de Deus a mim, a você e a todos os seres humanos. Ela é a revelação de uma mensagem para cada um de nós, a mensagem da cruz.
Jesus Cristo deu a sua vida para que nós pudéssemos alcançar a Deus. Na cruz do Calvário Jesus morreu. Ele entregou-se à morte, pois a Bíblia nos diz que sem derramamento de sangue não pode haver remissão de pecados. Jesus tomou sobre si os nossos pecados e os cravou na cruz.A mensagem que emana da cruz é uma mensagem de libertação, de purificação e de esperança. Ao aceitarmos Jesus Cristo como nosso Salvador e Senhor nós nos libertamos da condenação eterna e ao mesmo tempo nos purificamos, pois o sangue de Jesus Cristo nos purifica de todo pecado. É necessário que nos deixemos lavar pelo sangue de Jesus Cristo.A mensagem da cruz é de esperança, esperança que não é uma mera vontade ou um simples desejo, mas é a certeza, certeza de uma vida sem medo, sem angústia e sem desespero, certeza de uma vida feliz. Ao mesmo tempo esta esperança é a certeza de um porvir em segurança, pois Jesus é aquele que nos transmite esta segurança.A mensagem da cruz é autêntica, é magnífica, é insubstituível. Ninguém pode se colocar no lugar de Jesus Cristo, pois foi Ele, e exclusivamente Ele, que morreu na cruz do Calvário para nos dar a salvação.A mensagem da cruz é de salvação.
Pedi e dar-se-vos-á… Buscai e achareis… Mateus 7:7-8
Pastor Paulo Roberto Sória

P?A Beleza do Universo
R.

A BELEZA DO UNIVERSO – OBRA DO CRIADOR

Estou contemplando as flores do jardim e do pomar de minha casa. As pequenas árvores que me rodeiam estão cheias de flores que exalam um perfume delicioso. É antevéspera de setembro. Meu pé de limão está carregado de flores cujo aroma é muito bom. Suas pétalas pequenas de coloração branca deixam o pomar extraordinariamente belo, alguns limões já despontaram e outros já estão grandinhos com sua linda cor verde forte.
Alguém já disse que se a vida apresentar um limão deve-se fazer dele uma limonada. Gosto de limão e de limonada sem açúcar, seja ela suíça ou não. As propriedades saudáveis do limão são bênçãos do Criador. Mas um pequeno limoeiro, cheio de flores, é um encanto e motivo de louvor ao Senhor Deus dos céus e da Terra.
Ao lado dele está meu pé de laranja lima. Ele também é pequeno, mas do alto de seu metro e meio ele exubera. Milhares de flores, centenas de abelhas sugando o néctar saem cheias de polens e voam em todas as direções para polinizar outras flores e fabricarem seus meles deliciosos. Uma única laranja, temporã, colore de amarelo prematuramente, todo o branco do conjunto.
O Sol brilha, seus raios fazem com que o passaredo se aqueça e se manifeste alegremente com seus cantos maviosos, com trinados, chilreios e assovios que nos alegram o coração.
A pitangueira, parecendo não querer ficar para trás, também se cobriu de branco com flores menores ainda, de delicadeza principesca, misturando suas novas folhas de um marrom claro, com as mais velhas verdes e reluzentes. Mais ao longe é a vez da mangueira com cachos de flores amareladas, que tomam o formato de pequenos pinheiros de natal.
Mas o que dizer das amoreiras? Flores e frutos se confundem como se fossem as miríades de estrelas do firmamento. Extasiado contemplo a prodigalidade da natureza criada por meu Deus. (Salmo 24.1-2)
A beleza incomparável das glicínias, que pendem como grandes cachos de uvas de uma parreira bem cuidada. Suas flores lilases são contrastantes com todas as demais, do jardim saudando as do pomar.
O azul do céu, pontilhado de nuvens brancas, com o brilho de Sol de fim de inverno, mostrando ainda o espetáculo da lua quarto – crescente às três horas da tarde, é extasiaste. (Salmo 19.1-6). O Sol, que é uma estrela de quinta grandeza, e seus nove planetas mais as várias constelações de estrelas formam nossa galáxia, a chamada Via Láctea.
O diâmetro solar é cerca de 109 vezes maior que o da Terra, que tem 12.750 km; sua massa é mais de 330.000 vezes a de nosso planeta. O diâmetro do Sol é de 1.384.000km; Júpiter tem 143.000 km; Saturno tem 119.000km; Urano tem 46.700km; Netuno 45.000 km; Terra 12.750; Vênus 12.150; Marte 6.750km; Mercúrio 4.800.
Nosso Deus que tudo criou: céus, terra, céus dos céus, flores e frutos, limões e laranjas; estrelas e planetas; aves e animais, répteis e insetos, tudo criou para aquele que Ele colocou como a coroa da criação – O HOMEM – você e eu. (Salmo 8.3-9)
A noite cai cedo no fim de inverno. Olho agora para o céu e vejo a lua, as estrelas com suas constelações diversas. Vejo apenas uma pequenina parte de nossa enorme galáxia com seus milhares e milhares de estrelas, mas a Via Láctea é apenas uma entre inúmeras outras na imensidão do Universo.
Nossa Terra é um pequenino ponto, quase impercebível, se olhado do espaço sideral. Nós somos tão menores que a Terra, se a Terra é um pontinho menor que a cabeça de alfinete na escala dos planetas de nosso sistema solar, o que somos nós? No entanto, fomos criados por Deus para Sua honra e glória, mas é Ele quem nos dá a dignidade de termos sido criados à Sua imagem e semelhança.
“Que é o homem para que Te lembres dele?” E Deus nos coroa de glória e de honra.
Pr. Paulo Roberto Sória

P?Conduzidos em Triunfo
R.

Conduzidos em Triunfo

Estamos vivendo uma época de muito derrotismo. O sentimento de frustração está influenciando muitas vidas. São jovens e adultos se sentindo inseguros, insatisfeitos e completamente derrotados.

A insatisfação com o nível e qualidade de vida tem feito muita gente pensar em mudanças e transformações drásticas, que vão desde a experiência com drogas, a tentativa de suicídio e o deixar-se abandonado nas ruas e pontes, sem luta, sem esperança e sem sonhos. Pensa-se em mudança para outra cidade e mesmo para outro país. Mas os que estão em outros lugares pensam também em uma saída da crise. Também estão derrotados.

As ilusões têm sido também marca registrada dessa época. Religiões, igrejas, magos, gurus e líderes espirituais (inclusive padres e pastores) vendendo fetiches, amuletos, conselhos, passes, idéias e filosofias, facilidades e crendices, incenso e velas, copos com água e vidros de ungüento, chamados de óleo santo e até mesmo a Bíblia em todas as formas imagináveis de edição (livros, discos, fitas, CD, etc…), na busca de explorar um comércio, o da crendice popular.

O HOMEM de hoje precisa se voltar para o CRISTO LIBERTADOR.

A humanidade só encontrará paz se buscar a Cristo. A vitória só virá se houver entrega pessoal ao Senhor da vida, Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Você quer viver em triunfo? Quer ser vitorioso?

Deixe-se conduzir por Cristo. Entregue-se a Ele. Aceite-o como seu ÚNICO SENHOR.

Assim você, e todos os que desejarem serão conduzidos em triunfo para todo o sempre.

Seja vitorioso, sendo conduzido em TRIUNFO por JESUS CRISTO.

Pr. Paulo Roberto Sória

P?Chorai por Vossas Crianças
R.

Chorai por Vossas Crianças

No evangelho de Lucas, capítulo 23 versos 27 a 31, encontramos a extraordinária e patética declaração que Jesus faz às mulheres que seguiam seu cortejo rumo ao Calvário: “Filhas de Jerusalém, não choreis por mim; chorai antes por vós mesmas, e por vossos filhos.”

CHORAI POR VÓS MESMAS: Os jornais anunciaram que a mulher, Pamela, de 38 anos, nos Estados Unidos, quer ser a mãe de seu próprio neto, através de inseminação artificial, usando o sêmen de seu filho de 19 anos, que se matara, ao fazer roleta russa. Pamela que é mãe solteira quer ser a mãe de seu neto para poder ser avó. MULHERES CHORAI POR VÓS MESMAS.

CHORAI POR VOSSOS FILHOS: Em Israelândia, GO, a menina C.B.S. de 10 anos de idade, foi estuprada durante 3 anos por dois vizinhos, de 65 e 32 anos, respectivamente, amigos da família, que lhe davam bolachas e um real como prêmio. O crime só foi descoberto devido a gravidez da menina que sofreu aborto, autorizado pela Justiça no início do mês de outubro de 1998. CHORAI POR VOSSOS FILHOS.

O Senhor Jesus coloca, de maneira profética, o significado do sofrimento dos pais que dever chorar devido a insegurança, a criminalidade, o desrespeito e a falta de amor que o mundo sofre nos dias de hoje.

Dia das Crianças, Dia dos desamparados, desobedientes, desnutridos, desterrados, desencaminhados, desprovidos de amor e desesperançados. “Chorai antes pelos vossos filhos… que estão longe do Caminho da Salvação, do ensino da igreja, do corpo de Cristo, da comunhão com os Santos. Chorai antes pelos vossos filhos, vossos e de todos os dos outros pais que estão sofrendo por causa das drogas, da prostituição, da mentira, e de todas as formas de pecado e mal.”

Mas não fiquemos só chorando, vamos agir. Vamos pregar o evangelho da redenção, da graça, da esperança e do amor de Deus em Cristo Jesus. O Caminho é Jesus. Vamos viver o amor de Deus no nosso lar, na igreja e na sociedade. Vamos viver à igreja, participar dela com nossos filhos, com nossas crianças. Vamos participar da programação da igreja. Vamos aprender junto com nossos filhos na Escola Bíblica Dominical e então eles e nós estaremos no Caminho de Cristo, e quando envelhecerem não desviarão dele.

Com Cristo não choraremos, mas seremos felizes.

   Pr. Sória

P?Consagração dos Bens
R.

1 – II Coríntios 9:7 “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria”.

A alegria da contribuição – ARTE DE DAR COM ALEGRIA

Alguns têm perdido essa alegria. Quando não temos alegria na arte de dar o dízimo, quando damos, damos com tristeza ao Senhor, à igreja e a nós mesmos.

O coração que ama dar – ARTE DE DAR POR AMOR

A entrega dos dízimos e ofertas é um ato de amor, e não uma obrigação. Ao entregarmos o dízimo o fazemos com FÉ e somos AMADOS DE DEUS.

2 – Levítico 27:30b Todos os dízimos pertencem ao Senhor, santos são ao Senhor”

ARTE DE DAR AO SENHOR

c) Os dízimos são do Senhor – O PROPRIETÁRIO É DEUS

d) Os dízimos são santos – O DONO SANTIFICA O DÍZIMO

3 – I Crônicas 29:5b Quem, pois está disposto a fazer voluntária, consagrando-se hoje ao Senhor?”

ARTE DE DAR O QUE É DO SENHOR

e) Os dízimos representam a consagração da vida

f) Voluntariamente devemos nos dar ao Senhor.

4 – I Crônicas 29:14 Mas quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos fazer oferta tão voluntariamente? Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos.”

g) Quem somos e o que temos? Somos só criaturas, nada criamos e nada possuímos.

h) Tudo é de Deus, nada é nosso.

i) Caso deixemos de dar o dízimo, e ele resolva nos dar só o dízimo do que temos. Como será? Como viveremos? O dízimo é dele. Tudo é dele. Ele nos dá tudo e exige a entrega do dízimo.

5 – Malaquias 3:10 “Ttrazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal benção, que dela vos advenha a maior abastança.”

j) A conclusão é sua. Seja fiel em tudo e você será feliz.

Você é dizimista? Comece hoje a dar o dízimo.

Deixe o passado e viva o presente como servo fiel do Senhor.

Pr. Sória

P?Vida de Sucesso
R.

VIDA DE SUCESSO

01. Visão ampliada da responsabilidade na vida cristã.

02. Tempo usado com planejamento e dedicação no Reino de Deus.

03. Vida vitoriosa buscando a excelência do viver diário.

04. Capacidade de priorizar decisões para vencer crises e barreiras na vida profissional, familiar e pessoal.

05. Busca constante da vontade de Deus para o exercício da FÉ.

06. Dependência absoluta de Deus.

07. Submissão incondicional ao Senhorio de Cristo.

08. Análise humilde das limitações pessoais.

09. Fé sem limites no Poder de Deus.

“Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude ,e se há algum louvor, nisso pensai. >O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus de paz será convosco.”

Filipenses 4:6-9

Pr. Sória

P?PRESERVANDO O CALOR DO LAR
R.

 Lar é uma palavrinha originária do latim “Lare” que representa o local onde, na cozinha, o fogo é aceso.

        Lar é o foco, o centro do fogo, é a lareira aquecida.

        Assim como o forno é aquecido pelo calor do lar (do fogo), nossos lares (casa, família) precisam ser aquecidos pelo calor do AMOR.

O amor é o próprio calor e não apenas o combustível que aquece o lar.  Precisamos preservar nossas famílias aquecendo-as com o verdadeiro amor.

        O apóstolo Paulo descreve esse amor como sendo a motivação de todas as ações e declara que sem amor tudo é só como um barulho do metal frio, ou sem proveito algum ou ainda sem sentido nenhum (I Coríntios 13).

        O lar precisa ser como a Lareira.  Quente, generosa, agradável, aconchegante e inspiradora de segurança e tranqüilidade.  O homem tendo descoberto o fogo, passou a aglutinar-se em torno dele.  O fogo se tornou o elemento de conforto e segurança.

        Aquecendo o frio e iluminando a escuridão, o lar, no seu significado primeiro, passa a ter o sentido figurado de núcleo familiar, devendo mais ainda ser entendido como centro radiante da felicidade e da paz.

        Preserve seu lar dos ataques dos inimigos invisíveis e malfazejos, tais como a frieza da indiferença ou a escuridão do egoísmo.

        AVIVE o fogo da comunicação, da participação e da convivência familiar.

        Lembre-se: Seu lar é como uma lareira, na qual todos os membros são brasas vivas.  Unidas, próximas uma das outras, bem juntinhas elas se aquecem e transmitem calor.

Preserve-as.

Pr. Sória

P?A grande libertação do sofrimento.
R.

        O sofrimento em nossos dias é muito grande.  Os hospitais estão superlotados e às suas portas e corredores o povo espera atendimento que não acontece.  As clínicas psiquiátricas, os asilos para pessoas idosas se tornam cada vez mais numerosos.

        O sofrimento é uma realidade mundial que sempre existiu.

        Imediatamente após o homem ter desobedecido a Deus houve um verdadeiro transtorno no mundo e a ordem estabelecida tornou-se desordem.  O pecado corrompeu todas as coisas e a conseqüência é o sofrimento e o desespero.

        O desespero é como um vírus que vai contaminando todos em nossos dias.  A angústia é a doença que mais se dissemina na sociedade moderna.  A depressão leva o homem ao desânimo total, à uma atitude de incapacidade e uma ansiedade crescente.

        O desespero leva a pessoa humana à uma crise aguda de perda de confiança em si mesma e em todas as coisas do mundo.

        No entanto, há um “medicamento” eficaz contra esse vírus.  Este medicamento se chama: Jesus Cristo.

        Deus não deseja o sofrimento humano.  Por Jesus Ele nos dá a esperança.  Pelo Espírito Santo Ele nos dá as forças para vencer as adversidades.

        Quando somos sacudidos pelas tempestades da vida, é Ele que vem nos socorrer, nos amparar e nos sustentar.  Nossa esperança repousa sobre as promessas de Deus.  Nós as encontramos todas na Bíblia.

        Jesus nos disse: “No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”(João 16.33)

        Tenha confiança em Jesus Cristo, Ele é a nossa única esperança.  Jesus nos disse que iria preparar-nos um lugar junto a Deus (João 14.2).

        A Bíblia nos declara que com ele nós viveremos sem sofrimentos, sem lágrimas, sem dor, sem luto. (Apocalipse 21.4)

        Agora ele quer colocar PAZ e CONFIANÇA no seu coração.

        Jesus Cristo é o único que pode dar LIBERTAÇÃO completa de toda forma de sofrimento.

        Aceite-O como único e suficiente Salvador.

Pr. Sória

P?Educar – Um labor de esperança.
R.

    O professor elabora a sua aula como o agricultor faz com a terra que será semeada.  Com carinho e firmeza, com segurança e esperança.  O lavrador lavra, revolve, areja, aduba a terra que se torna fértil.

     A esperança do lavrador é a colheita abundante de frutos sadios e ricos.  O camponês sabe que o campo produzirá e espera que cada semente produza cem outros frutos.

     A esperança do labor intenso de sol a sol, a dedicação ao mister da lavoura, é devida à certeza de recolher aos celeiros os frutos sazonados.

     Educar é um labor de esperança. É um labor semelhante ao do pintor, que pincelada após pincelada, vê seu trabalho tornar-se uma obra-prima, ou semelhante à tarefa do escultor que, dando golpes de cinzel, vai criando a forma desejada, tirando o supérfluo e deixando a beleza da escultura aparecer.

     A esperança de gerações preparadas, de pessoas esclarecidas, capazes de tirar conclusões por seus próprios esforços e fazer reflexões autênticas e não apenas serem depositadas de fórmulas e definições abstratas.

     A esperança de ver pessoas capazes de pensar, de escolher e decidir. Pessoas lúcidas, firmes e seguras que não se deixam levar pelas informações tendenciosas de nossos noticiários, tampouco são influenciadas pelo modelo de estilo de vida dos filmes e novelas, verdadeiro lixo cultural despejado nos lares pela televisão.

     Pessoas livres da opressão do capitalismo explorador. Pessoas respeitadas em sua individualidade. Livres para ir e vir, para pensar e exprimir seus pensamentos.

     Educar é levar o educando a saber decidir-se, a realizar-se, a amadurecer suas decisões para processar sua vida como uma vida que valha a pena viver.

     Educar é mostrar o caminho, é indicar como caminhar na senda da vida, é compartilhar certezas e não dúvidas, é transmitir confianças e não desilusões, amargores, desconfianças e frustrações.

     Educar é dar-se ao educando.

     Educar é um exercício de fé.

     Educar é um labor de esperança.

     Educar é um compromisso de amor.

Pr. Sória

P?Palavras, Palavrinhas e Palavrões
R.

        O palavrão, palavra obscena ou grosseira, não é coisa nova na boca de nossos filhos, nem dos filhos dos outros.

        Ao darmos esta palavrinha sobre palavrão, queremos apenas deixar a sugestão de uma palavra por parte dos pais aos filhos que usam e abusam do xingamento.

        É difícil mostrar que o PALAVRÃO não deve ser usado quando autoridades, meios de comunicação e publicidade o usam sem limites.

       “Xingar é chique”, pensam alguns. Lutar contra o PALAVRÃO é como jogar palavras ao vento. Mas será que nós cristãos não temos bastante palavras para convencer nossos filhos a pesarem na consciência e a descobrirem na conveniência as palavras certas?

       Que tal uma palavrinha sua aos seus filhos e amigos sobre os PALAVRÕES dos outros?

       Medite sobre:

       Ef. 4.29 – “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação, afim de que ministre graça aos que a ouvem.”

Ef. 5.4 nem baixeza, nem conversa tola, nem gracejos indecentes, coisas essas que não convêm; mas antes ações de graças.

Ef. 5.6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.

Col. 4.6 – “A vossa palavra seja sempre com graça, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.”

Prov. 10.32 – “Os lábios do justo sabem o que agrada; porém a língua perversa será desarraigada.”

Pr. Sória