Cristo nossa Páscoa

CRISTO NOSSA PÁSCOA

“Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.” (1Cor.5.7b)
A Páscoa dos hebreus é a mais antiga das festas, sua etimologia, mesmo que
incerta, tem sido atestada como derivada do verbo “PESAH”, que significa passar por cima,
por alto ou pular. A Páscoa significa passar por cima ou saltar. Por inferência, portanto,
significa libertar. Liga-se ao fato histórico e imemorável da libertação dos hebreus do jugo da escravidão, que Faraó do Egito impôs ao povo nascido dos filhos de Jacó que se instalara na terra de Gósen (Gen. 47.6) no tempo quando José governava o Egito.
Moisés levanta-se como um príncipe, preservado da morte ao nascer, preparado e instruído no palácio faraônico, modelado no deserto de Midiã apascentando o rebanho de seu sogro e sobretudo purificado no altar do monte Horebe (Sinai), onde Deus o comissionou para a difícil tarefa de dirigir seu povo. (Êxodo 3).
Numa bela noite, após 430 anos de estada no Egito cerca de um milhão de pessoas
(600.000 homens, fora meninos e mulheres) em mistura de gente, ovelhas, vacas e um grande número de gado, como um grande exército, deixando para trás as margens do Nilo, avançando rumo ao desconhecido, caminhando confiantes e sem temor partiram para a liberdade. (Ex.12.37-42). Há dois mil anos atrás nascia o Senhor Jesus Cristo para ser nossa Páscoa (I Coríntios 5:7). Jesus é o Cordeiro Pascal que foi imolado por nós. Na cruz do Calvário Jesus derramou seu sangue inocente para nos dar a liberdade do pecado. O Senhor Jesus, representado na Páscoa pelo cordeiro imolado, é verdadeiramente quem nos garante o perdão dos pecados, passando por cima deles e os aniquilando.
O mundo continua festejando a Páscoa sem saber exatamente o que ela significa.
Nos tempos antes de Jesus muitos judeus celebravam essa festa sem o conhecimento das razões de tal evento. O que faziam era repetir o que tinham ouvido dos ancestrais, sem assimilar o seu profundo sentido: VIDA NOVA. Vida renovada devido ao projeto de YHWH (IAVÉ), o Senhor, Deus Criador e Sustentador do Universo. Plano do Deus Eterno, que é a origem da vida e da existência de tudo. O Senhor Deus Todo Poderoso. O Senhor dos Exércitos elaborou um projeto de salvação da humanidade e elegeu um povo para ser o propagador desse plano.
A Páscoa tem como elemento principal a apresentação da verdadeira liberdade através
do sangue do cordeiro pascal, figura representativa do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João 1.29). Os hebreus criam que era a libertação da escravidão do Egito o que mais valia. Pouco depois percebiam que tinham necessidade de algo mais que não encontravam nos caminhos do deserto, nem travessia dos mares e rios, nem na posse de cidades e terras férteis.
Faltava-lhes a verdadeira liberdade que só se encontra no Messias, o Cristo de Deus (João 8.31-
36). Vida de LIBERDADE encontrada no sangue de Jesus Cristo, que nos purifica e nos
livra da escravidão do pecado. A Páscoa só terá verdadeiro significado se for experimentada como a saída da escravidão do reino dos desejos egoístas do coração humano e a entrada numa terra que mana o leite do alimento da Palavra de Deus, e o mel da alegria de uma vida dedicada ao Reino dos Céus. Isto só é possível através de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, nossa verdadeira Páscoa (I Cor 5.7). Na Páscoa vemos a grande liberdade que podemos alcançar.
Somos libertos da condenação e do poder da morte. O Senhor é o Cordeiro Pascal, que
imolado ressurge dentre os mortos, e nos garante a VIDA ETERNA.
A LIBERDADE de acesso ao Pai nos é garantida através da morte e da ressurreição de
Jesus. A Páscoa é uma festa, pois nela nos alegramos no reencontro com Deus que nos libertou da escravidão do pecado, como na antiguidade libertou os hebreus da escravidão do Egito.
Viva a experiência da PÁSCOA com a alegria da vida encontrada, entrando no
Reino de Deus, como Jesus nos ensina nas parábolas da moeda perdida, da ovelha perdida e do filho perdido. Em Cristo Jesus, nós também festejamos a páscoa, com a passagem da morte para à vida, do pecado para o perdão alcançando assim a LIBERDADE que só Cristo dá.
Em Cristo nós também somos conduzidos pela coluna de nuvens que nos protege
do mal, e pela coluna de fogo que purifica do pecado e nos mostra o perdão restaurador
que é a Bíblia, PALAVRA INFALÍVEL DE DEUS. Que nessa PÁSCOA, saibamos viver
nossa VIDA, dada por Deus através da morte do Cordeiro Pascal, com LIBERDADE e
PUREZA, exercitando o PERDÃO que Deus nos dá.
FELIZ PÁSCOA!

Pr. Paulo Roberto Sória

Posts Relacionados

Sem comentarios.

Deixe seu comentario